Linhas e Pontos por Carlos Marinho - Vá em Fitas de Möbius

Eixos de Opinião de Novembro de 2019

August Mobius nasceu na Alemanha, em Schulpforta a 17 de novembro de 1790, em finais do século XVIII. Tinha uma paixão natural pela matemática, sentia-se como peixe na água nesta área, embora se tenha inscrito no curso de direito na Universidade de Leipzig, em 1809, a conselho e pedido da sua família. Mudam-se os tempos mas as vontades dos pais e famílias permanecem. Até o jovem August teve pressões familiares para manter o status quo de uma vida de sucesso porque o curso de direito era para a época o melhor para o impulso de uma vida sem problemas financeiros e de sucesso garantido.

Apesar de todas as influências internas, rapidamente mudou o ímpeto da sua aprendizagem, concentrando-se no que mais gostava, a matemática e a astronomia. Em bom tempo o fez. E fez muito bem. Quem é que troca trabalhar matemática e ser feliz para o resto da vida por um curso de direito? Mobuis sabia exatamente qual era sua paixão. E nenhuma fama ou conforto financeiro lhe tiraram a ideia de ser feliz.

O seu professor de astronomia era Karl Mollweide, um respeitado professor do observatório da Universidade de Leipzig, viria a tornar-se uma das personagens de maior influência na vida académica de Möbius. A reputação matemática e astronómica da Universidade de Leipniz era enorme aos olhos do mundo uma vez que incluía nomes como Regiomontanus, Leibniz ou Kästner.

 August Ferdinand Mobius - Imagem de Wikipédia

Em 1815, Möbius defende a sua tese sobre equações trigonométricas. Möbius apenas conseguiu ser catedrático em astronomia em 1844. Quatro anos volvidos tornou-se director do observatório astronómico de Leipzig. A sua carreira como docente não foi nada fácil, nomeadamente em termos financeiros. Na época, os professores da sua categoria cobravam uma propina aos seus alunos pelas aulas que leccionavam. A fraca afluência às suas aulas obrigavam-no muitas vezes, a publicitar junto da classe discente a oferta das aulas. Mas qual era o problema, se era feliz a trabalhar algo que gostava.


               

Bulldozers (escavadoras) e tanques sobre a fita de Mobius criada pelo italiano BLU em Praga em 2008 - ver aqui

O seu trabalho mais emblemático e que fica na história da ciência como uma das maiores descobertas foi a fita de Möbius. Trata-se de um objecto obtido pela colagem das duas extremidades de uma fita, após dar meia volta numa delas. Möbius estudou este objecto em 1858 tendo em vista a obtenção de um prémio da Academia de Paris sobre a teoria geométrica dos poliedros. Johann Benedict Listing já havia trabalhado sobre o mesmo objecto alguns meses antes. Möbius e Listing estão entre os fundadores da topologia. Este termo importante na matemática foi introduzido por Listing em 1847. 

Möbius morreu aos 77 anos em Leipzig decorria o ano de 1868, depois de ter ensinado durante longos 50 anos, muitas vezes em condições severas. Morreu o génio ficou a obra. Se tiver ido para direito como a sua família pretendia, tinha provalvelmente sido um jurista afortunado, ganhando muito dinheiro, mas não teria sido uma das maiores figuras da história da ciência. Por isso, estamos a falar dele 229 anos depois do seu nascimento.

Caso para dizer, não vá em fitas quando tiver de escolher o futuro dos seus filhos. Deixe-os fazer o que eles gostem, porque é para toda a vida. Veja o exemplo, deste filme ou melhor da fita de Mobuis.               

Publicado/editado: 15/11/2019