Entrevista a Ricardo Couto - Jornalista do Porto Canal...
Clube Matemática da SPM - Clube Entrevista
Publicado a 01 de Maio de 2015

Entrevista a Ricardo Couto - Jornalista do Porto Canal...

Clube Matemática da SPM - Clube Entrevista

 

Clube de Matemática SPM

Facebook Clube SPM 


O jornalista Ricardo Couto é o convidado do clube spm do mês de maio. Os limites desta conversa vão da infância até ao plano actual, passando sem incógnitas pela grande paixão que foi fazer rádio. Uma entrevista sem intervalos, com o horário nobre bem definido no Porto Canal. Esta é a geometria desta entrevista que vai até si nesta apresentação: 


Uma apresentação da tua infância seria...
Infância feliz, com muitos amigos e muita brincadeira na rua. 

Em que canal é que vias a matemática?
No canal da escola e dos trabalhos de casa.


A tua carreira começou a ser notícia na Rádio na década de 90. Como foi?
Por brincadeira e para ganhar algum dinheiro que dava para gastar no fim de semana. Tudo começou quando estudava para ser Professor de Educação Física. Um convite de um amigo da minha turma que era locutor em part-time, achou que eu tinha "jeito"... Por 300 escudos à hora, lá fui eu. Gostei e fui ficando e as coisas foram acontecendo...




Em rádio fizeste tudo. Inclusive relatos de futebol. A rádio é...
A Rádio é algo de mágico com necessidade por vezes de transmitir imagens por palavras com um apelo forte à imaginação de quem ouve. Depende sempre dos desafios.. gosto muito de ambos.

O Porto Canal é...
um projecto muito bonito, do qual me orgulho pertencer. Muita paixão, crescimento e espaço para tentar sempre fazer mais e melhor.




Que programas fazes no momento em televisão? 
Grandes Manhãs ( de 2ª a 6ª das 10 às 13h00) e Toca a Cantar (ao fim de semana, normalmente ao sábado às 22h00 com repetição ao domingo à tarde). 

Como lês as estatísticas e sondagens sobre as audiências dos teus programas?
Quando é possível, gosto de analisar com algum cuidado e perceber o que funciona. Felizmente os programas em que tenho participado, e o Canal de uma forma geral, tem tido grande crescimento. Muito obrigado a quem nos acompanha e gosta do meu trabalho.


O matemático húngaro Alfred Rényi disse um dia que "quando estou infeliz trabalho matemática para ficar feliz. Quando estou feliz, trabalho matemática para me manter feliz". O que te faz feliz?
A minha família, o meu trabalho, os meus amigos e aos novos desafios profissionais.