Catarina Santos - Entrevistada clube spm de maio de 2017...
Clube Matemática da SPM - Clube Entrevista
Publicado a 01 de Maio de 2017

Catarina Santos - Entrevistada clube spm de maio de 2017...

Clube Matemática da SPM - Clube Entrevista

 

Clube de Matemática SPM

Facebook Clube SPM   


A modelo internacional Catarina Santos é a convidada do clube spm do mês de maio de 2017. Uma entrevista com passagens entre a infância, a escola, a família, Paris, os tempos livres e claro, a matemática. Uma entrevista que é um modelo a seguir...






Como foi a sua infância? 
Tive uma infância muito feliz e rica em experiências e é uma parte da minha vida que recordo com saudade, como uma altura em que tudo era uma descoberta e aprendia coisas novas todos os dias. Adorava ir à escola e tinha muitos amigos que ainda hoje permanecem na minha vida. 


A aprendizagem realizada na escola foi importante porque...
… aprendi coisas que hoje vejo que são muito importantes. Por vezes, as crianças e adolescentes desvalorizam o papel da escola nas suas vidas, mas eu reconheço que a escola teve um papel fundamental na minha vida. Preparou-me para a vida adulta de uma forma muito completa.


A matemática foi uma disciplina fácil ou difícil?
Não tive muita dificuldade confesso, mas penso que matemática não é difícil, apenas implica dedicação, estudo e muita prática. 



Quando percebeu que a moda era o seu futuro profissional?
Ao longo da minha vida, as pessoas à minha volta sempre me disseram que como era “alta e magra” que devia ser modelo. Mas só aos 18 anos ingressei na moda e percebi que era isto que queria fazer, porque é algo que me apaixona. 


Qual foi a reação da sua família a esta escolha?
A minha família sempre me apoiou e ficou muito feliz quando entrei para a L’Agence. São os meus fãs nº1 e têm muito orgulho em mim, que é algo que me faz sentir muito bem.


Que características deve ter uma modelo para ter sucesso a nível nacional e internacional?
Deve ser sempre profissional e nunca desistir, por mais que tudo pareça estar a correr mal. Ser persistente. Preparar-se para ouvir muitos “nãos”. Não é um trabalho fácil, ao contrário do que muitas pessoas pensam, e exige muita dedicação.




É modelo internacional. Como correu a semana de alta costura em Paris?
Correu bem, foi uma ótima experiência! Foi a minha primeira semana de alta costura, apesar de já ter estado em Paris antes para outros trabalhos. É uma cidade linda, o que é um pequeno bónus nesta experiência única.


Para além da moda o que gosta de fazer nos tempos livres?
Gosto muito de ir ao ginásio, de fazer pilates e yoga, de ler, de ir às compras, de sair com os meus amigos e de brincar com os meus animais de estimação. Coisas muito básicas, tenho uma vida muito calma. 



O matemático húngaro Alfred Rényi disse que "quando estou infeliz trabalho matemática para ficar feliz. Quando estou feliz, trabalho matemática para me manter feliz". O que a faz feliz? 
As experiências da minha vida e os momentos que passo com as pessoas que amo.


A L´Agence está na moda porque…
... está integrada nessa área como uma das principais agências em Portugal e está sempre atenta às mudanças na indústria. Fazem um acompanhamento dos seus modelos de forma muito próxima e atenta e eu considero a L’Agence a minha segunda casa. 




Catarina Santos é…
Alguém que nunca desistiu perante os obstáculos, uma pessoa normal que é apaixonada pela vida e que aproveita as oportunidades para crescer enquanto pessoa.


Carlos Marinho