N(eur)ónios por Tiago Fleming Outeiro - Luz ao fundo do túnel?

Eixos de Opinião de Maio de 2021

Tiago Fleming Outeiro - Director of Department of Experimental Neurodegeneration Center for Nanoscale Microscopy and Molecular Physiology of the Brain - University Medical Center Goettingen (Ver +)


Título: Luz ao fundo do túnel?

Estamos em Maio de 2021, e passaram já 18 meses desde o início da pandemia que abanou o mundo e nos assola. Olhando para trás, é-me ainda difícil compreender como chegámos até aqui... por ignorância, admito, pois sei que havia vários especialistas que previam que algo assim estivesse perto de acontecer. No entanto, como em outros momentos em que algumas regiões do globo foram afectadas por surtos virais recentes, achei que “a coisa” fosse dissolver-se e desaparecer. 

A verdade é que não foi assim, e continuamos, ao fim de todo este tempo, a assistir a situações dramáticas em muitos países, como a Índia, Brasil, Argentina, e até em alguns países Europeus, que sempre achamos estarem mais bem preparados. A pandemia afectou todos. Fechou economias, trouxe recessão, trouxe sofrimento e morte. Trouxe também alguns momentos em que as melhores qualidades humanas emergiram, em que as pessoas cuidavam dos seus vizinhos, em que talentosos cantavam e animavam os vizinhos, em que uns acudiam às necessidades dos outros nas suas áreas de residência.

Infelizmente, assistimos também a lados menos bonitos da natureza humana, não poucas vezes liderada por negacionistas e incompetentes, com falta de humanidade para com os seus compatriotas.

Podemos dizer que ninguém estava preparado para esta situação, o que é verdade. Mas podemos dizer também que nem todos quiseram e querem aprender com as experiências dos outros.

Num esforço liderado pelos países mais ricos, alcançámos algo, até então, sem paralelo: o desenvolvimento de vacinas que, no momento, são a melhor arma para travarmos esta pandemia. Num tempo recorde, mas com segurança, desenvolvemos várias vacinas que, apesar de não serem perfeitas, como nenhum medicamento é, funcionam! Os países que se adiantaram na vacinação estão agora a sair da pandemia, em apenas 6 meses desde o início da vacinação! Algo impressionante, mas extremamente motivador, e que começa a aliviar sistemas de saúde que estiveram sobrelotados, e incapazes de responder às necessidades dos seus utentes. As vacinas são a lanterna que nos permite ver luz ao fundo do túnel. Vamos usando e aprendendo como as usar da melhor forma, mas são, sem sombra de dúvida eficazes. Quem quiser ser negacionista, ou adepto de teorias da conspiração descabidas e desajustadas da realidade, pode procurar encontrar justificações para a pandemia. Quem quiser sobreviver, e ajudar os seus a sobreviverem, deve agarrar-se à ciência. As vacinas salvam vidas. E são a porta para o dia seguinte à pandemia.

 

 

Publicado/editado: 22/05/2021